Brasil precisa de choque social na qualidade e abrangência dos serviços públicos

A proposta do Senador Cristóvam trada do que falei no meu post anterior comparando nossa saúde com a da França. É um homem de boas intenções e discute mais que um novo valor de salário mínimo. Pena que normalmente os engraçadinhos de plantão tentam esconder e até ridicularizar seus trabalhos e suas intenções. São os que não se beneficiam com essas medidas.

Por isso também não me verão comentando aqui sobre as discussões do salário mínimo. Isso não interessa e é a ponta de um iceberg. O assunto é muito mais abrangente mas o boca a boca popular trata de repetir o que as mídias de direita e esquerda fazem que é defender um valor.

do blog do Cristovam

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) disse que alguns parlamentares brasileiros estão envergonhados devido ao debate sobre o novo valor do salário mínimo, que deve ficar entre R$ 540 e R$ 580. Para o senador, esse reajuste é muito baixo, principalmente se comparado com o aumento de 61% nos vencimentos dos deputados e senadores.

– Quatro pães por dia [durante o mês] é a diferença entre um e outro. Alguns dizem que é impossível mais de R$ 540, outros comemoram os R$ 580 – disse.

O senador informou que o salário mínimo brasileiro subiu 34% nos últimos oito anos, mas as mudanças na vida dos trabalhadores brasileiros ainda estão aquém do necessário.

Para Cristovam, os governantes devem empenhar-se no que ele chamou de “choque social” na qualidade e abrangência dos serviços públicos à disposição dos brasileiros. O parlamentar acredita que, além da política de reajuste do salário mínimo, o governo precisa promover uma política de melhoria contínua dos serviços públicos, para melhorar os hospitais onde os trabalhadores são atendidos, as escolas onde os filhos deles estudam e o transporte público que atende grande parte da população.

– Nós melhoramos a parte monetária do salário mínimo, mas esquecemos a parte que não é monetária nem é privada: a parte dos serviços públicos – declarou.

Cristovam chegou a sugerir à presidente Dilma Rousseff a criação de um tipo de Programa de Aceleração do Crescimento específico para a promoção desse “choque social” no oferecimento de serviços públicos, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores.

– Uma espécie de choque social, capaz de com isso elevar o bem-estar do trabalhador, independente do contracheque dele. Esse salário indireto, esse bem-estar direto, esse choque social custa muito menos do que o aumento do salário mínimo. Ele não custa ao setor privado que vai pagar o salário mínimo. Ele não pesa sobre a Previdência – defendeu Cristovam.

 

Anúncios
Comments
One Response to “Brasil precisa de choque social na qualidade e abrangência dos serviços públicos”
Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] the original: Brasil precisa de choque social na qualidade e abrangência dos … Tweet This […]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Political Blogs - BlogCatalog Blog Directory

    Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

%d blogueiros gostam disto: